5 ações para criar uma conexão emocional com seu cliente

Muito além de compreender o cliente, é essencial engajá-lo de maneira em que uma conexão emocional seja criada. Até porque, os benefícios dessa relação são inúmeros. Segundo uma pesquisa da NewVoiceMedia, empresa de serviços em nuvem, 86% dos respondentes se sentiriam mais valorizados e comprariam de novo de uma marca se o atendimento fosse capaz de criar uma conexão emocional.

Ou seja, as tendências em atendimento estão passando por transformações, mas a experiência e conexão emocional, são pontos que devem sempre estar no mindset dos empreendedores quando o assunto é relacionamento. Sem dúvida, um negócio que é focado em desenvolver uma ligação emocional verdadeira com o seu público-alvo, faz com que essa premissa seja parte da cultura e que os colaboradores estejam sempre engajados com essa causa.

Dessa maneira, as interações pessoais e emocionais com os consumidores preenchem uma lacuna que a inteligência artificial dificilmente vai preencher. Isso, porque, quando falamos em criar conexões, não há quem faça isso melhor do que as pessoas.

Confira algumas dicas para construir uma relação emocional:

1. Trate os funcionários como se fossem os primeiros clientes

2. Foque em experiências memoráveis

Essas experiências são as que criam conexões reais. Mas, como fazer isso? Ouça seu consumidor, pois isso já mostra que você se importa com o que ele sente, além de ser uma ótima maneira de descobrir necessidades, desafios e pontos problemáticos.

3. Obtenha feedbacks rápidos

4. Fique atento às necessidades do seu público

Uma boa estratégia de atendimento sempre começa com a compreensão do que de fato o cliente precisa. E isso envolve questões como: nível de serviço, qualidade do produto, preço, promoções, entre outros. Só assim uma organização consegue aprimorar o serviço e avaliar o que realmente está funcionando.

5. Use o autoatendimento a seu favor

Quando uma companhia utiliza esses canais para resolver questões mais simples, os operadores ficam mais livres para atender às demandas mais complexas com mais paciência e motivação.


Fonte: Administradores