3 dicas para manter as finanças em dia em meio à pandemia

A pandemia do Covid-19 gerou uma crise mundial, ocasionando situações outrora imprevisíveis não somente na área da saúde, como igualmente na seara econômica.

Com a quarentena, muitas famílias tiveram seus orçamentos domésticos afetados gravemente, devido à perda dos empregos, à redução de salários e até à impossibilidade dos autônomos de exercerem suas atividades. vez que alguns não são considerados serviços essenciais, aos quais foi permitido o labor nesse período de isolamento.

O mais importante e necessário nessa hora, por mais difícil que seja, é manter a calma e pensar que apesar de ser uma situação nova e inesperada, é temporária e vai passar.

Pensando nisso, separamos algumas dicas para auxiliar as famílias neste momento tão difícil.

Manter controle do orçamento

Aproveitar o momento para fazer uma coisa que por muitas vezes temos evitado: anotar os gastos.

É preciso anotar todos os gastos, como água, luz, aluguel, telefone e até aquele chocolate comprado de última hora. Quanto maior controle você tiver sobre suas despesas, maior será o controle do seu orçamento. Dessa forma, você poderá visualizar como está gastando seu dinheiro.

Com isso você poderá confrontar os seus gastos com suas previsões de receitas e conseguirá planejar seus próximos passos.

Tenha em mente: Informação e organização são tudo!

Cortar e reduzir despesas

Com o controle das despesas em mãos, é possível enxergar quais despesas podem ser cortadas ou reduzidas, ao menos durante esse período de crise.

Lembre-se que pequenas atitudes no dia a dia podem gerar economia doméstica significante: ações de economia de água e luz, por exemplo, além de ajudar o planeta, irão aliviar seu bolso.

O próprio isolamento social poderá trazer algumas reduções nos seus gastos, como menores gastos com transporte, gasolina, lazer, etc.

Renegocie suas contas

Se mesmo controlando e reduzindo os gastos as contas não fecharem, não se desespere, ainda há alternativas.

É preciso sair um pouco da zona de conforto e procurar seus credores para negociar: aluguel e condomínio são bons exemplos de despesas que podem ser renegociadas. Estamos todos na mesma tempestade e, por isso, muitas pessoas e fornecedores conscientes do atual momento, estão negociando os pagamentos neste período de crise.

Os bancos, por exemplo, estão anunciando o adiamento nos vencimentos dos contratos, redução de juros, dentre outros auxílios. É muito importante estar atento a isso!


Com informações de Contábeis.